Blog

O legado da pandemia na cultura organizacional das empresas

O desafio das empresas que resistem no atual cenário econômico  é estimular um time colaborativo e presente

A pandemia do COVID-19 revolucionou o mundo: as formas de pensar, agir, organizar a agenda e repensar o modo como nos relacionamos, tanto pessoal quanto profissionalmente. Em tempos em que recalcular nossa própria rota e nos adaptarmos ao famoso “novo normal” são prioridades, reinventar nunca foi tão importante.

E todo mundo se reinventou: mudamos os nossos hábitos alimentares, de higiene pessoal, nossos relacionamentos com amigos e colegas de trabalho, mudamos nossa forma de trabalhar e nunca se ouviu tanto os termos ‘trabalho remoto’ e ‘reunião on line’.

Quando o assunto são negócios, aí sim é que falamos de uma mudança em tanto: quando foi que imaginaríamos trabalhar de casa, realizar reuniões remotas, resolver grandes questões por telefone e tudo aquilo que vivemos hoje em dia?”, comenta Patricia Pigozzi, psicóloga  e CEO da Inspira Desenvolvimento Humano e Organizacional – empresa especializada em desenvolver o potencial de pessoas e empresas, com sede na Granja Viana, em Cotia.

Segundo a profissional, com todas essas transformações repentinas provocadas pela pandemia,  a responsabilidade de recrutar e manter talentos nas empresas ficou ainda mais intensa, exigindo muito estudo e desenho de uma estratégia eficaz de recrutamento online e gestão de equipe remota – “ muito se engana quem pensa que o trabalho pesado fica por conta só de quem procura por emprego”.

O desafio das empresas que resistem no atual cenário econômico é estimular um time colaborativo e presente à distância, sem o auxílio e direcionamento com a qualidade que só os relacionamentos pessoais podem proporcionar”.

Os desafios não param por aí! Quando o assunto é recrutamento de profissionais, entram em cena fatores importantes que o recrutador terá que levar em consideração:  como lidar com as dificuldades já existentes na equipe, junto com a necessidade de instruções dos novos funcionários? Como passar a essência, valores e identidade do negócio do mesmo jeito que as experiências presenciais propuseram aos antigos?

Essas, entre outras questões, se fazem presentes no dia a dia de quem lida com negócios e pessoas”, alerta Patricia Pigozzi.  

Para colocar tudo isso em prática, há muito trabalho a ser feito: definir valores, princípios, propósitos e identidade de sua marca, depois elaborar um planejamento estratégico de divulgação para esse material – tanto interna quanto externa, sem contar com uma agenda de ações e eventos cujo propósito é implementar, na prática, tudo que não pode mesmo ficar só na teoria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale ConoscoAvaliação Gratuita

Estamos à disposição para conversar e entender como podemos te ajudar ou a sua organização no delicioso desafio do desenvolvimento humano.

  • (11) 97673-5180
  • (11) 97673-5180
  • patricia.pigozzi@inspiradho.com.br

SIGA-NOS